Heroes of Olympus
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.
Promoção × Intercâmbio Resgate seu progresso de outro fórum.
Desde o resgate de Eirene o mundo nunca mais foi o mesmo, a paz nunca mais reinou soberana como aconteceu por longas eras. Muitos foram aqueles que deram seu sangue e vida para que ela retornasse, mas diante da ingratidão humana, ela escolheu permanecer no esquecimento do Senhor do Olimpo. A tríade nefasta havia sido derrotada era fato, até mesmo por seus próprios filhos, contudo, no fim, o maior objetivo deles havia sido conquistado. Caos podia influenciar uma vez o mundo mortal e também a mente dos olimpianos e romanos. Eirene passou a habitar somente os corações daqueles que realmente acreditavam nela, algo tão raro que nunca mais se ouviu falar da jovem Deusa. Zeus a sua maneira tentou reestabelecer a ordem no Olimpo, mas algo dizia que ainda havia algo bem pior estava por vir. E ele estava completamente certo quanto a isso.Três anos se passaram enquanto as cicatrizes das últimas batalhas enfrentadas pelos semideuses, ainda se fechavam. Amigos, conhecidos, parceiros, parentes... Muitos morreram na guerra que ficou conhecida como a Batalha da Escuridão. Não era fácil recomeçar, mas era necessário e assim todos fizeram. Aos poucos, novos semideuses chegavam, o Acampamento Meio Sangue voltava ao normal e a rotina que já havia sido esquecida, ganhava lugar na vida dos semideuses. Não se ouviu mais falar de grandes ameaças, monstros ou qualquer coisa que de fato perturbasse a harmonia. Tudo parecia ter voltado os trilhos e era assim que a vida seguia. Os que sobreviveram a aqueles dias tão negros, jamais esqueceriam tudo o que aconteceu e carregariam para sempre em sua pele e alma as lembranças daqueles dias tão tenebrosos.Quando o inverno chegou o frio parecia mais intenso, que mesmo contra a vontade do senhor D ele insistia em invadir o acampamento vez ou outra. O Deus e Quíron deliberam por dias, algo que parecia ser uma simples suposição se concretizava de uma maneira incontestável. Uma força tão nefasta que nem mesmo os oráculos eram capazes de descobrir de onde vinha. Foram quando três mensageiros de terras muito distantes chegaram ao acampamento. Eram semideuses e isso era inegável, mas de nenhuma divindade habitual. [...]
Primavera2021
Últimos assuntos
» Evento - Reclamação Rápida
PALÁCIO DE HADES EmptyQua Nov 17 2021, 21:13 por Milo

» Heroesween — Atualização de Recompensas
PALÁCIO DE HADES EmptyQua Nov 10 2021, 21:25 por Darya Zwa'hardt

» Heroesween — Sorteio, Trick or Treat?
PALÁCIO DE HADES EmptyQua Nov 10 2021, 20:52 por Zeus

» Área Flood 1.0
PALÁCIO DE HADES EmptyTer Nov 09 2021, 11:39 por Ahrien Navkwö

» Área de Teste 1.0
PALÁCIO DE HADES EmptyTer Nov 09 2021, 11:38 por Sage Kwak

» Registro de Photoplayer
PALÁCIO DE HADES EmptyTer Nov 09 2021, 10:43 por Sage Kwak

» Promoção — Intercâmbio de Semideuses
PALÁCIO DE HADES EmptySeg Nov 08 2021, 12:55 por Zoya Ekatherina Belikova

» Heroesween — A Loja da Bruxa
PALÁCIO DE HADES EmptySeg Out 18 2021, 01:45 por Melinoe

» Registro de Sobrenomes
PALÁCIO DE HADES EmptySeg Out 18 2021, 01:39 por Melinoe


PALÁCIO DE HADES


PALÁCIO DE HADES

Publicado por Hades Sab Nov 03 2018, 15:50

HEROES OF OLYMPUS



O Reino de Hades, ou mundo inferior, na mitologia grega, é a terra dos mortos, o local para onde a alma das pessoas se dirigiriam após a morte. Nesse local, as almas passariam por um julgamento, onde seu destino seria decidido. De acordo com a sentença do julgamento, as almas poderiam ser enviadas para três regiões bem distintas: os campos de punição os Campos Elísios ou o Campo de Asfódelos. No momento da morte, a alma era separada do corpo, tomando a forma da pessoa e era transportada para a entrada de Hades, atravessando as águas do Aqueronte a bordo do barco de Thanatos. O submundo em si era descrito como sendo um lugar nos limites exteriores do oceano ou nas as profundezas ou extremidades da terra. Era considerado a contrapartida escura do brilho do Monte Olimpo, sendo construído a sua total semelhança com cores opostas: preto e prata ao invés de branco e dourado. E era o reino dos mortos, que correspondia ao reino dos deuses, aos vivos se torna protegido pela névoa e aos semideuses e criaturas divinas, toma um aspecto espectral: ora visível e ora apenas uma névoa.

Na porta do mundo inferior podemos encontrar a bifurcação entre os três caminhos: Punição, Elíseos e Asfódelos, antes do julgamento. Ali, pode-se encontrar uma enorme fila aglomerada de mortos: homens, mulheres, semideuses, animais... E, guardando a entrada do mundo inferior pode-se encontrar o maior de todos os cães infernais: Cérbero. Um imenso dog alemão de três cabeças e olhos tão vermelhos quanto as próprias águas do Flegetone.

Ao fundo pode-se sentir o frio e o deserto do mundo inferior, a escuridão predominando a região. O grande poço do Tártaro, originalmente uma prisão exclusiva para os Titãs, antigos deuses, e que vieram a ser posteriormente o calabouço onde se aprisionavam as almas amaldiçoadas e monstros. Sempre chamando por mais vitimas, Érebo encontra-se preso nas profundezas do lugar.

A direita da entrada dos portões do Hades, encontra-se uma ilha. A "ilha dos Abençoados" ou ilha Afortunada, governadas por Cronos (de acordo com Píndaro - outros relatos divergem), onde grandes heróis e mitos residiam após suas mortes, de forma que seriam sempre lembrados de uma forma "atemporal", nunca esquecida entre os mortais e entre os próprios mortos.

A frente os três campos e os juízes, para onde os mortos seriam enviados.
                          
 
Hades
                           
Iniciante
                         
                           
                             Hades                         
PALÁCIO DE HADES Giphy
Mensagens : 162
Data de inscrição : 23/08/2014
Localização : Hell


 
Permissões neste fórum
Você não pode responder aos tópicos