Heroes of Olympus
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.
Promoção × Intercâmbio Resgate seu progresso de outro fórum.
Desde o resgate de Eirene o mundo nunca mais foi o mesmo, a paz nunca mais reinou soberana como aconteceu por longas eras. Muitos foram aqueles que deram seu sangue e vida para que ela retornasse, mas diante da ingratidão humana, ela escolheu permanecer no esquecimento do Senhor do Olimpo. A tríade nefasta havia sido derrotada era fato, até mesmo por seus próprios filhos, contudo, no fim, o maior objetivo deles havia sido conquistado. Caos podia influenciar uma vez o mundo mortal e também a mente dos olimpianos e romanos. Eirene passou a habitar somente os corações daqueles que realmente acreditavam nela, algo tão raro que nunca mais se ouviu falar da jovem Deusa. Zeus a sua maneira tentou reestabelecer a ordem no Olimpo, mas algo dizia que ainda havia algo bem pior estava por vir. E ele estava completamente certo quanto a isso.Três anos se passaram enquanto as cicatrizes das últimas batalhas enfrentadas pelos semideuses, ainda se fechavam. Amigos, conhecidos, parceiros, parentes... Muitos morreram na guerra que ficou conhecida como a Batalha da Escuridão. Não era fácil recomeçar, mas era necessário e assim todos fizeram. Aos poucos, novos semideuses chegavam, o Acampamento Meio Sangue voltava ao normal e a rotina que já havia sido esquecida, ganhava lugar na vida dos semideuses. Não se ouviu mais falar de grandes ameaças, monstros ou qualquer coisa que de fato perturbasse a harmonia. Tudo parecia ter voltado os trilhos e era assim que a vida seguia. Os que sobreviveram a aqueles dias tão negros, jamais esqueceriam tudo o que aconteceu e carregariam para sempre em sua pele e alma as lembranças daqueles dias tão tenebrosos.Quando o inverno chegou o frio parecia mais intenso, que mesmo contra a vontade do senhor D ele insistia em invadir o acampamento vez ou outra. O Deus e Quíron deliberam por dias, algo que parecia ser uma simples suposição se concretizava de uma maneira incontestável. Uma força tão nefasta que nem mesmo os oráculos eram capazes de descobrir de onde vinha. Foram quando três mensageiros de terras muito distantes chegaram ao acampamento. Eram semideuses e isso era inegável, mas de nenhuma divindade habitual. [...]
Primavera2021
Últimos assuntos
» Evento - Reclamação Rápida
[bmo] hourglass EmptyQua Nov 17 2021, 21:13 por Milo

» Heroesween — Atualização de Recompensas
[bmo] hourglass EmptyQua Nov 10 2021, 21:25 por Darya Zwa'hardt

» Heroesween — Sorteio, Trick or Treat?
[bmo] hourglass EmptyQua Nov 10 2021, 20:52 por Zeus

» Área Flood 1.0
[bmo] hourglass EmptyTer Nov 09 2021, 11:39 por Ahrien Navkwö

» Área de Teste 1.0
[bmo] hourglass EmptyTer Nov 09 2021, 11:38 por Sage Kwak

» Registro de Photoplayer
[bmo] hourglass EmptyTer Nov 09 2021, 10:43 por Sage Kwak

» Promoção — Intercâmbio de Semideuses
[bmo] hourglass EmptySeg Nov 08 2021, 12:55 por Zoya Ekatherina Belikova

» Heroesween — A Loja da Bruxa
[bmo] hourglass EmptySeg Out 18 2021, 01:45 por Melinoe

» Registro de Sobrenomes
[bmo] hourglass EmptySeg Out 18 2021, 01:39 por Melinoe


[bmo] hourglass


[bmo] hourglass

Publicado por Tess Verlac Sab Out 16 2021, 16:34


tess verlac

                          
 
Tess Verlac
                           
Profanadores de Éris
                         
                           
                             Tess Verlac                         
ugh as if
Mensagens : 7
Data de inscrição : 08/10/2021
Idade : 18
Localização : toronto

Ficha do Semideus
Status:
Vida:
[bmo] hourglass Left_bar_bleue260/260[bmo] hourglass Empty_bar_bleue  (260/260)
MP:
[bmo] hourglass Left_bar_bleue260/260[bmo] hourglass Empty_bar_bleue  (260/260)
Nível: 17
Re: [bmo] hourglass

Publicado por Tess Verlac Sab Out 16 2021, 21:59

soundcheck

capítulo i;
maybe i dont act the way i used to

Acordou de súbito.

Os olhos, desacostumados com a claridade, não conseguiam focar corretamente. Deitada, tudo que sentia debaixo de si era uma grama molhada e incômoda. Não sabia onde estava, ou sequer o que estava fazendo ali; na verdade, não sabia de nada. Se lhe perguntassem seu nome, certamente não teria como responder.

— Como se sente? — Uma voz feminina preencheu seus ouvidos, fazendo com que erguesse o tronco com um pouco de dificuldade. Sentada, era capaz de perceber que se encontrava numa clareira e, ao seu redor, árvores densas estavam espalhadas.

A frase fora pronunciada por uma mulher morena a alguns metros de distância e, embora não se lembrasse do motivo, sentiu-se anormalmente reconfortada com a sua presença. Piscando diversas vezes, levou as mãos aos olhos para tentar se situar.

— O que está acontecendo? — Talvez pela falta de uso, sua voz saiu estranha. Pigarreou e, logo em seguida, tentou de novo. — Onde estou?

— Parece que deu certo, então.

A resposta não serviu de nada para clarear a mente da semideusa, que terminou de se erguer com lentidão. Em pé, sentia-se estranha em seu próprio corpo, como se algo estivesse errado. Ao olhar para si mesma, entretanto, não conseguiu encontrar exatamente o que era.

— Não pense muito sobre isso, Tess. As respostas virão na hora correta.

Tess. Erguendo a cabeça com rapidez, a semideusa encarou a mulher com espanto e surpresa. Então aquele era seu nome? Se a figura sabia daquilo, talvez tivesse conhecimento de outros fatos sobre ela também.

— Não consigo me lembrar de nada. Quem é você?

— Bom, é melhor desse jeito. Tenha certeza. — E, com um sorriso que certamente não poderia ser considerado inocente, a mulher disse: — Sou Éris, sua patrona.

[ … ]

capítulo ii;
because i dont feel the same about you

Tudo e qualquer informação que Tess sabia sobre si mesma, era Éris quem tinha contado: seu nome, sua idade e onde morava — Tess Verlac, 18 anos, Toronto. No fim, não tinha como ter certeza de que aquilo era verdade, mas resolveu confiar na mulher, uma vez que ela lhe passava segurança.

Estranhamente, as únicas coisas da qual se recordava sozinha eram informações sobre o mundo semidivino. Sabia sobre os deuses, monstros e que Hades era seu pai. Ademais, encontrava-se no escuro. Éris havia dito que era melhor daquele jeito e que a hora da verdade chegaria, e Verlac se esforçou para acreditar. Afinal, a deusa era a única que estava lá para ela quando acordou.

Tinham se passado duas semanas desde seu despertar e, apesar de ainda se sentir estranha em seu próprio corpo, estava em um processo de descobrimento. Éris não havia se comunicado novamente, até aquela manhã em questão.

Seu apartamento em Toronto era no alto de um prédio, e naquele dia o frio fez com que Tess fechasse as portas da varanda. Isso certamente não impediu a deusa de aparecer em sua sala, entretanto, sentada no sofá de couro com as pernas cruzadas e um sorriso provocador; não importasse o assunto, era sempre aquele sorriso.

— Quer se divertir um pouquinho? — Apesar da pergunta, Tess imaginou que só havia uma resposta aceitável. Sendo assim, deu de ombros e se jogou no outro sofá.

— Diga.

— Imaginei que você iria querer se descobrir novamente… — Com um estalar de dedos, um cartão preto apareceu em cima da mesa de centro. Subitamente curiosa, a garota se curvou para pegá-lo.

Com letras vermelhas e elegantes, as palavras “show de horrores” estavam escritas, acompanhadas do aviso “venham fantasiados”. Tess imaginou que, antes de ter suas memórias perdidas, gostava daquele tipo de evento, pois um sorriso involuntário cresceu em seu rosto.

— Isso parece interessante. — Disse. Mas, quando se voltou para Éris, a mulher já não estava mais ali.

[ … ]

capítulo iii;
in fact, thats a lie, i want you

Fantasiada de chapeuzinho vermelho, Tess desceu até o subsolo onde a festa aconteceria. Pessoas com todos os tipos de roupas estavam presentes e, durante a primeira parte do evento, tudo parecera completamente normal. A canadense bebera e conversara com desconhecidos, mas, embora não soubesse explicar o motivo, tudo parecia mais entediante do que deveria ser.

As coisas mudaram após a meia-noite, contudo.

O som da música foi abaixado, e um barulho de microfone fez com que todos se voltassem para o palco. Verlac, de uma posição privilegiada, encostou-se em uma das paredes e olhou de forma curiosa para o homem moreno que começava a falar, estando ele fantasiado de policial.

— Boa noite! Imagino que todos estejam ansiosos para isso, então iremos começar logo! — Uma salva de palmas, assobios e gritos confirmaram a suposição. — Bem, então pode entrar!

Um outro homem, loiro e mais baixo do que o anterior, subiu ao palco. Com uma roupa branca de anjo, ele se ajoelhou em frente ao falso policial e fechou os olhos. Tess, que estava ali por uma sugestão de Éris e que não tinha ideia do que iria acontecer, apresentava menos animação do que todos os outros ao seu redor. Tamanha foi sua surpresa, portanto, quando o moreno tirou do bolso uma faca.

Arregalou os olhos, mas percebeu pouco depois que não se importava o bastante para intervir. E aquela foi a primeira descoberta que fez sobre si mesma naquela noite.

A segunda veio logo depois: quando o pescoço do anjo foi cortado sem nenhuma piedade e os convidados começaram a gritar de entusiasmo, Tess não sentiu horror. Muito pelo contrário, na verdade. Seu coração começou a bater acelerado, satisfeito com o espetáculo, e seus olhos ficaram hipnotizados pela imagem do líquido escarlate.

Imperceptivelmente, aproximou-se do palco.

— Ah, olhem quem temos aqui! Tess, querida, você finalmente voltou para nós? — O policial disse ao microfone e, sobressaltada, a garota o encarou. Então era conhecida ali. Sem saber por que, sorriu. — Vamos, esse é o seu momento!

Ela não sabia do que ele estava falando. Mas, de alguma forma, soube o que fazer: ajoelhando-se ao lado do corpo, levou a mão direita até o sangue; logo em seguida, aproximou a palma da boca e a lambeu.

O público vibrava de empolgação, mas não era aquilo que deixava todos os órgãos da semideusa revirando de excitação. O sangue, fresco em sua boca, fazia com que se sentisse como nunca antes.

Desde o dia em que acordara, aquela era a primeira vez que Tess se sentia viva de verdade.

E Éris, rindo no fundo de sua mente, tinha conhecimento disso.

Afinal, a deusa sabia mais sobre a vida de Tess do que ela mesma.

pormenores:
oi :) essa é uma introdução da trama da tess, que obviamente não tem memórias. agora ela tá num processo de redescobrimento dela mesma, e é isso que tá sendo retratado na bmo.
                          
 
Tess Verlac
                           
Profanadores de Éris
                         
                           
                             Tess Verlac                         
ugh as if
Mensagens : 7
Data de inscrição : 08/10/2021
Idade : 18
Localização : toronto

Ficha do Semideus
Status:
Vida:
[bmo] hourglass Left_bar_bleue260/260[bmo] hourglass Empty_bar_bleue  (260/260)
MP:
[bmo] hourglass Left_bar_bleue260/260[bmo] hourglass Empty_bar_bleue  (260/260)
Nível: 17
Re: [bmo] hourglass

Publicado por Afrodite Sab Out 16 2021, 22:09

Tess Verlac
Você tem uma personalidade de escrita muito única. Tess é irreverente e acredito que o processo de redescobrimento será incrível e tão intenso quanto ela. Não encontrei nenhum erro durante minha leitura.

Parabéns.


pontuação— Coerência: 40 de 40%
— Coesão: 30 de 30%
— Ortografia: 15 de 15%
— Organização: 15 de 15%

Total: 100% * 7 = 700xp + 350 dracmas

descontos



atualizado.


MONTY
                          
 
Afrodite
                           
Deuses
                         
                           
                             Afrodite                         
he covered me in loneliness like flowers on a grave
Mensagens : 76
Data de inscrição : 10/04/2014
Idade : 24
Localização : Olimpo

Ficha do Semideus
Status:
Vida:
[bmo] hourglass Left_bar_bleue100/100[bmo] hourglass Empty_bar_bleue  (100/100)
MP:
[bmo] hourglass Left_bar_bleue100/100[bmo] hourglass Empty_bar_bleue  (100/100)
Nível: 1
Re: [bmo] hourglass

Publicado por Conteúdo patrocinado

                          
 
Conteúdo patrocinado
                           
                         
                           
                                                      


 
Permissões neste fórum
Você não pode responder aos tópicos